10 Coisas que Você Precisa Saber Sobre Atividade Física

10 Coisas que Você Precisa Saber Sobre Atividade Física

Exercício Físico

 

O ser humano, na sua preocupação com o corpo, deve estar alerta para o fato de que saúde e longevidade devem vir acompanhadas de qualidade de vida, tanto no presente como no futuro. A atividade física é uma aliada imprescindível para alcançar uma boa forma física e sua prática deve ser desenvolvida de uma forma prazerosa e contínua ao longo de toda a vida.

A preocupação de promover e manter a saúde deve ser ressaltada para a população mundial, que, cada vez mais, necessita, em sua rotina diária, da prática de exercícios físicos regulares associado a uma alimentação saudável com intuito de combater os efeitos nocivos da vida sedentária.

Conheça os benefícios da prática de atividade física, lembrando que o sedentarismo é uma das principais causas de doenças cardiovasculares, diabetes, obesidade e outras doenças crônicas não transmissíveis.

1. A prática de exercícios, de intensidade moderada, durante meia hora por dia é suficiente para que o cidadão deixe de ser sedentário. Estes trinta minutos podem ser contínuos ou divididos em três períodos de 10 minutos cada.

2. Os exercícios de alongamento muscular devem ser obrigatórios antes,durante e depois de cada sessão de atividade física, para prevenir lesões, evitar dores musculares e aumentar a amplitude dos movimentos.

3. Quando se fala em exercícios, o mais importante é que você pratique alguma atividade que se adapte ao seu estilo de vida e que seja do seu agrado. Caso contrário, são muitas as chances de interrupções.

4. Pequenas modificações no hábito diário, como subir escadas, saltar do ônibus um ponto antes, passear com cachorro, varrer, cuidar do jardim, lavar o carro, etc. podem ajudá-lo a movimentar-se.,tendo como um estímulo para o início de uma atividade física diária.

5. De acordo com o United States Departament of Health and Human Services, é importante  os adultos praticarem duas horas de  musculação localizada por semana, além dos 30 minutos de caminhada intensa por dia. Nos casos de pessoas com diabetes, hipertensão, obesidade e pessoas com problemas no metabolismo ósseo, por exemplo, é preciso ter um cuidado especial na escolha dos exercícios a praticar. Nestes casos, é imprescindível o acompanhamento de um profissional.

6. Para evitar dores e lesões, você deverá programar um aumento na atividade física devagar e gradual até o valor desejado para dar ao corpo tempo para se adaptar. Pessoas com problemas de saúde crônicos, tais como doenças cardíacas, diabetes ou obesidade, ou os que estão em alto risco para estes problemas devem consultar um médico antes de iniciar um programa de atividade física. Além disso, homens com mais de 40 anos de idade e mulheres acima de 50 anos que pretendem iniciar um programa de nova atividade física vigorosa deve previamente consultar um médico para ter certeza que não têm doença cardíaca ou outros problemas de saúde.

7. As atividades físicas melhoram a sensação de bem-estar, diminuem a ansiedade e a probabilidade de depressão, por liberarem a serotonina (hormônio conhecido como “molécula da felicidade”).

8. Dentre os benefícios da prática de exercícios estão: a diminuição do apetite, a melhora do humor, a perda de gordura (emagrecimento), o enrijecimento dos músculos, a melhora da imunidade e o retardo do envelhecimento.

9. Em uma recente pesquisa feita pelo Overseas Development Institute, na Grã Bretanha, mostrou que o número de adultos obesos cresceu quatro vezes nos últimos 30 anos, em países em desenvolvimento, ou seja, são mais de 1 bilhão de pessoas acima do peso.

10. Ginástica sem orientação pode provocar lesões nas articulações do joelho ou nos tendões, dores na coluna, nos ombros e pescoço, distensão muscular, desmaios e até paradas respiratórias. Saúde é prazer de viver.  De acordo com dados do Ministério da Saúde, a inatividade física é responsável por 54% dos riscos de morte por distúrbios cardiovasculares, 50% dos de derrames fatais e 37% dos riscos de casos de câncer. Para fugir dessas estatísticas só há uma alternativa: levante-se do sofá, deixe a preguiça de lado e mexa-se.

Fonte: http://www.saudeemmovimento.com.br

Fonte: http://www.endocrino.org.br

 

Esteira

 

ESTEIRA ATHLETC ADVANCED – 3 BEM CONSERVADA EM OTIMO ESTADO.

Anuncie em negocio.com um bom negocio no brasil

Dúvidas comuns sobre o câncer de mama

A maioria dos casos diagnosticados em fase precoce tem cura, sendo assim, o auto exame e os exames de rastreamento são as maiores armas da mulher contra o problema.

Fonte:Thinkstock
Fonte:Thinkstock

Prevenção. Esta é a palavra chave quando o assunto é câncer de mama. Porém, dúvidas sobre como se prevenir, a partir de que idade se autoexaminar etc., ainda intrigam muitas mulheres. São esperados, em 2014, 50 mil novos casos de câncer de mama no Brasil.

As dúvidas mais frequentes sobre câncer de mama

Abaixo os profissionais Ricardo Caponero, médico oncologista da CLINONCO (Clínica de Oncologia Médica), com especialização em Oncologia pela Sociedade Brasileira de Oncologia Clinica (SBOC) e Coinvestigador de Pesquisas Clínicas Nacionais e Internacionais Multicêntricas e Alexandre Chiari, médico oncologista da Oncomed BH esclarecem as dúvidas mais comuns sobre o câncer de mama.

  1. O câncer de mama pode atingir mulheres de todas as idades?

O médico oncologista Ricardo Caponero explica que o câncer de mama é raro antes dos 25 anos. “Mas, a partir daí a incidência cresce de forma exponencial, atingindo o máximo entre os 55 e 69 anos de idade. Depois dessa idade as taxas se reduzem um pouco”.

  1. A partir de que idade é recomendado fazer o autoexame das mamas?

Ricardo Caponero explica que se recomenda que o autoexame das mamas seja feito mensalmente a partir dos 20 anos de idade, quando a mama já está completamente formada. “Mas ele pode ser substituído pelo exame clínico (realizado pelo médico) ou pelos exames de rastreamento recomendados para cada faixa etária”, destaca.

O médico Ricardo Caponero acrescenta que é importante que a mulher conheça seu corpo e, particularmente, suas mamas. “No entanto, algumas pacientes sentem-se inseguras por achar que podem não estar se examinando adequadamente. Nessas circunstâncias, elas podem ser treinadas por médicos ou enfermeira capacitadas, ou podem abdicar do autoexame, desde que o façam com seus médicos”, explica.

  1. A maioria dos casos de câncer de mama tem cura?

O oncologista Ricardo Caponero destaca que, quando diagnosticados em fase precoce, sim, a maioria tem cura. “A chance de cura para tumores menores que 1 centímetro, sem comprometimento dos linfonodos (ínguas) da axila, é de aproximadamente 98%”.

“As maiores taxas de cura se dão pelo diagnóstico precoce e tratamento adequado”, acrescenta Caponero.

  1. A partir de que idade a mulher deve começar a fazer mamografias?
Fonte:Thinkstock
Fonte:Thinkstock

Esse é um ponto de grande controvérsia. Ricardo Caponero explica que o Ministério da Saúde está fazendo uma consulta pública a esse respeito. “Segundo os especialistas, e garantido por lei, a realização a partir dos 40 anos de idade. Segundo quer o governo, para reduzir custos e aumentar a efetividade, só a partir dos 50 anos”.

O oncologista Caponero explica ainda que algumas pacientes com risco mais elevado, em função de síndromes genéticas familiares, podem precisar de exames de rastreamento antes disso. “Mas antes dos 40 anos as mamas são relativamente densas, o que diminui a sensibilidade do método. Nesses casos, quando o risco de desenvolver câncer ao longo da vida ultrapassa os 20%, o recomendado é a realização de ressonância magnética”.

“Também vale a pena lembrar que estamos falando de mulheres sem nenhum sintoma e sem nenhum achado anormal ao exame. Nessas situações, falamos de mamografia de rastreamento. Quando a mulher tem sintomas ou achados anormais ao exame físico, aí não se trata de rastreamento, mas sim de exame de esclarecimento diagnóstico, e esse pode ser realizado em qualquer idade”, esclarece o médico Ricardo Caponero.

  1. Se alguém da minha família já teve câncer de mama, provavelmente vou ter também?

“De forma alguma! Vale lembrar que o câncer de mama é uma doença relativamente comum, por isso, um caso desses (de duas pessoas da mesma família terem a doença) pode ser mera coincidência”, destaca o oncologista Ricardo Caponero.

No entanto, ressalta o médico, o risco se eleva em pacientes com parentes de primeiro grau, e é tanto maior quanto mais parentes tiverem câncer de mama. “O risco também é maior nos casos de tumor de mama em homens, câncer de mama em mulheres com menos de 40 anos, câncer de ovário, ou quando há muitos casos de neoplasia, principalmente neoplasia de cólon”.

  1. Existem alimentos que aumentam o risco de câncer de mama?

O médico oncologista Alexandre Chiari explica que não existem dados comprovados em relação a alimentos específicos, mas, sim, à obesidade, que aumenta a incidência de câncer de mama.

Ricardo Caponero destaca que é dito que carnes gordas podem aumentar o risco, assim como o sobrepeso e a obesidade e a ingestão frequente de bebidas alcoólicas. “Assim sendo, recomenda-se uma dieta equilibrada e saudável, com a prática regular de exercícios físicos”.

  1. Existem fatores ambientais que podem aumentar o risco de se ter câncer de mama?

O médico Ricardo Caponero responde que sim. “Não temos certeza quanto ao trabalho noturno ou a exposição à poluição atmosférica, mas o uso de esteroides exógenos (reposição hormonal ou indução de ovulação para tratamento da esterilidade), o tabagismo e o uso de alguns plásticos colocados em micro-ondas podem causar um aumento no risco”.

  1. Existem hábitos de vida que podem aumentar o risco de se ter câncer de mama?

Alexandre Chiari destaca que consumir bebidas alcoólicas é um dos hábitos que pode aumentar o risco de se ter câncer de mama.
Ricardo Caponero reforça que a vida sedentária e o peso acima do normal são hábitos comprovados para o aumento do risco de se ter câncer de mama. “Deficiências de vitaminas, estresse e depressão são fatores que ainda são considerados especulativos”.

  1. O estresse pode estar relacionado ao desenvolvimento do câncer de mama?

O médico oncologista Ricardo Caponero explica que existe relação entre estresse e imunidade, mas ainda não se conseguiu comprovar quantos casos se originam na correlação desses fatores. “Por enquanto essa é apenas uma especulação”.

10. Existem maneiras de prevenir o câncer de mama?

Ricardo Caponero destaca que sim e que isso é muito importante. Ele cita as principais medidas:
Ter um estilo de vida saudável (dieta adequada e exercícios regulares).

Não fumar. Beber o mínimo possível.

Evitar o uso de hormônios exógenos (externos e adicionais ao fisiológico). Dar preferência a aquecer a comida no micro-ondas em recipientes de vidro ou cerâmica, evitando os plásticos.

Fonte: www.dicasdemulher.com.br

Qual o animal de estimação ideal para você? Quer ótimos motivos para ter um?

Quer ótimos motivos para correr na negocio.com e procurar pelo seu pet ideal? Quais os melhores animais de estimação para você? Eles são muito mais que um simples mascote.

Animais de estimação

Ter um animal de estimação em casa é contar com o companheirismo, a distração, o hobbie, a terapia, dentre tantos outros benefícios no mesmo lugar, a interação pode nos trazer benefícios psicológicos e até físicos. Isso porque um gato, cão ou outro bichinho – como pássaros, peixes, tartarugas e hamsters – é capaz de deixar o dono mais feliz, otimista, ativo e menos solitário.

benefícios do animal de estimação

Fonte: reddit.com

Os animais de estimação costumam cultivar grande afeto por seus donos, a interação com os humanos ao longo da história tem se mostrado benéfica quando acontece de forma saudável. Apesar de existirem muitas contradições sobre o surgimento da domesticação, algumas teorias apontam que os primeiros cães domesticados pelos humanos, supostamente no continente asiático a mais de 100 000 anos, aconteceram com o objetivo de alertar sobre a presença de intrusos em seus acampamentos e mais tarde começaram a ajudar durante a caça.

Com os notáveis benefícios visíveis nessa interação e aumento do número de animais domésticos nas zonas urbanas e rurais, surgiu um interesse de nos aprofundarmos no assunto e qualificar os benefícios de ter um animal de estimação em casa, estudos apontam que que animais domésticos podem fazer bem ao coração, sistema imunológico, hiperatividade, depressão, postura e alergias além de melhorar a estima e ajudar em tratamentos de problemas motores e psicológicos.

benefícios animais de estimação

Fonte: reddit.com

Dessa forma, os animais ou “pets” conquistam espaço, e passamos a admirar e respeitar o convívio.Com esse pensamento a enfermeira Andreia M. H. Vaccari, e a doutora em psicologia Fabiane de A. Almeida avaliaram a importância da visita de animais de estimação na recuperação de crianças hospitalizadas e concluíram que a visita dos animais descontrai o ambiente, melhora a interação da criança com os profissionais e outras crianças, torna ela mais cooperativa nos procedimentos hospitalares, além de atuar como estratégia alternativa no alívio da dor e do desconforto. Constata-se, ainda, que essa atividade traz benefícios não só para a criança, mas também para os adultos que cuidam dela.

O que conta é o seu ponto de vista e o que se enquadra melhor ao seu dia a dia, mas como escolher o pet ideal para cada perfil?

tipos animais tipos de animais tipos de animais

Fonte:Globo.com

Assim não faltam motivos para você correr e ter o seu pet, ilumine seu dia e traga benefícios para sua saúde e seu bem estar. É importante lembrar que animais de estimação são seres vivos que fazem parte do nosso ambiente e merecem o devido respeito, antes de ter o seu pet analise quais cuidados são necessários para cada animal, para manter a saúde e uma boa interação, com tantos benefícios fica difícil explicar o descaso de algumas pessoas e a falta de humanidade já que o abandono de animais domésticos é um grande problema de saúde publica para a nossa sociedade.

Escolha o seu pet baseado no seu espaço, no seu tempo disponível para cuidar do animal e das necessidades inerentes a cada espécime, quer um animal de grande porte? Pequeno? Barulhento? Ou independente? seja sincero com você mesmo e desfrute dos benefícios de uma companhia agradável e saudável.

Uma ótima alternativa são as doações, procure ajudar quem precisa do seu carinho.

No site negocio.com você pode encontrar o seu pet ideal, pode vender filhotes, comprar acessórios, trocar, negociar e tudo isso totalmente grátis, quer saber como anunciar e ou vender rapidamente?

awebic-criancas-animais-2

Fonte: reddit.com

Precisa de ajuda? Nos procure, pergunte, mande um email.

Face: https://www.facebook.com/negocio?fref=ts

Acesse, curta, compartilhe.

Twitter:@Negociocom

https://twitter.com/Negociocom

Assim não faltam motivos para fazer um bom negocio.com

negocio.com um bom negocio no brasil

Como vender pela internet? Com anúncios grátis na negocio.com ficou fácil

Já pensou em vender sem sair de casa? Fazer um bom negócio sem sair da sua zona de conforto? Com a negocio.com ficou fácil anunciar.

Aquele item guardado que ocupa espaço na sua casa, pode ser convertido em dinheiro e nós temos ótimos motivos para você anunciar. Com a crescente utilização da internet alcançamos um publico diversificado e de todas as idades, são milhares de acessos diários que aumentam a sua chance de fazer um bom negócio de maneira prática e rápida. Você anuncia direto na sua região e ainda utiliza as redes sociais a seu favor.

Confira!

Acesse http://br.negocio.com.

Você terá acesso a uma interface fácil de utilizar e autoexplicativa, basta clicar em “Anunciar Grátis”

Vendas pela internet

Assim que você for redirecionado, escolha a categoria e subcategoria do seu item.

Um carro usado em São Paulo? Ou talvez um acessório para o seu Pet no Ceará? Aquela bicicleta seminova que ocupa espaço na sua casa e nunca foi utilizada.. São inúmeras categorias que você pode escolher, tudo bem organizado e separado se enquadrando à descrição do seu item.

Vendas pela internet

Agora vamos ao item a ser vendido.

Opte por um título simples, seja claro e direto, facilitando os usuários a encontrarem seu produto em nossas páginas.

Ex: “Violão clássico Yamaha C40M”

Agora capriche na descrição do seu item, fale mais sobre ele, coloque informações adicionais melhorando o seu anúncio.

Ex: voltagem em produtos eletrônicos, tamanho do aro e numero de marchas em bicicletas  ou a quilometragem do carro que você quer vender.

É importante que você lembre de incluir imagens do seu produto, tire algumas fotos, quanto mais recente melhor, isso vai facilitar a busca pelo seu produto e vai te dar mais credibilidade com os outros usuários, propaganda é a alma do negócio.

Como vender na internet

Diga qual o seu estado e sua região, faça um pequeno cadastro é rápido, fácil e gratuito.

Assim que você terminar, seu produto estará publicado em nossa página, lembre de publicar nas redes sociais, isso vai alavancar a imagem do seu produto facilitando a venda, compartilhe no Facebook, poste no Twitter.. Quanto mais pessoas visualizarem o seu item, mais rápido você vai vender .

vender no seu estado

Precisa de ajuda? Nos procure, pergunte, mande um email.

Face: https://www.facebook.com/negocio?fref=ts

Acesse, curta, compartilhe.

Assim não faltam motivos para fazer um negocio.com

Venha conferir!

Web Negócio